Entre pequenitos e freiras

Entre pequenitos e freiras

SMART_COIMBRA_GALERIA08

É uma esplanada? É uma galeria? É um café? É tudo isto, só lhe falta uma capa colorida para ser a super heroína dos espaços de lazer – e está em Coimbra.

Num enclave entre um país em miniatura e o mundo real e em versão ampliada, é aqui que encontramos a Galeria Santa Clara. Se de um lado tem o mítico Portugal dos Pequenitos, do outro (e se permitem a ousadia, do lado que interessa verdadeiramente) temos um relvado imenso onde se defrontam o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha e o seu próprio centro interpretativo. Lá atrás, Coimbra ergue-se numa encosta dourada pelos raios de um sol poente que é melhor apreciado na esplanada da Galeria.

A Galeria Santa Clara já lá está há mais de 20 anos, mas parece ter acabado de chegar. Por “lá”, entenda-se a Rua António Augusto Gonçalves, uma rua mais movimentada do que seria de imaginar, mas onde o Smart Cabrio se sentiu perfeitamente confortável. No corrupio para encontrar lugar onde estacionar, ter um comprimento reduzido é um trunfo muito bem-vindo, que nos permite mais tempo para apreciar o que a Galeria tem para oferecer.

 

 

E é muito o que oferece. Arte nas paredes, que resulta das exposições que vão mudando de tema de forma mensal, abraçando expressões artísticas tão diferentes como a fotografia ou a escultura, a joalharia e a tapeçaria. Para além de dar a conhecer artistas – emergentes ou consagrados – a Galeria Santa Clara também organiza cursos e workshops para dar asas à criatividade dos seus patronos.

Mas para além dos deuses da arte, esta galeria também agradaria certamente a Epicuro. Haverá algo melhor do que um concerto de jazz, acompanhado de um cocktail, enquanto os vários tons e cores de Coimbra se apresentam em alta definição, no horizonte?